IBSP & APM “Conde dos Arcos”

Webinar: Covid-19 e os momentos disruptivos na Segurança Pública: perspectivas atuais e futuras

O Comando da Academia da Polícia Militar do Estado de Goiás, a Revista Brasileira de Estudos de Segurança Pública (REBESP) e o Instituto Brasileiro de Segurança Pública (IBSP), promoveram no dia 14/07/2020, das 10h às 12h30, um debate contemporâneo de alto nível, que busca interagir profissionais de segurança pública, pesquisadores e especialistas para debaterem os impactos da pandemia global do Covid-19 nos aspectos da violência, criminalidade, bem como o papel dos profissionais de segurança e as respectivas instituições diante desse cenário.

Na abertura, falaram o Coronel PM Marco Antônio de Castro Guimarães, Comandante da Academia de Polícia Militar de Goiás “Conde dos Arcos”, e o presidente do Instituto Brasileiro de Segurança Pública, professor doutor Azor Lopes da Silva Júnior.

 

Discurso de abertura do presidente do IBSP

A pandemia, que eclodiu em 2019 do outro lado do mundo, mostrou ao ocidente como são frágeis as instituições. Essa afirmação vale tanto para aquelas nações – antigos impérios do velho mundo dominantes ao longo de quatro séculos – quanto às do novo mundo, sobreviventes das Grandes Guerras, dentre elas uma imperial, outras tantas ainda do terceiro mundo (“emergentes” por eufemismo). Os Estados Unidos se viram afundar no início desta segunda década deste nosso século entre cadáveres e disputas ideológicas; a América “emergente” sucumbiu na mesma toada ao COVID-19 e aos conflitos ideológicos que se alimentam de uma nova “Guerra Cultural”, que é a versão grotesca da superada “Guerra Fria”.

É nesse cenário que as forças de segurança são chamadas para tentar preservar a ordem pública, num teatro onde – acima dela – a ordem jurídica sofre disrupções mais gravíssimas até; doutra banda, na luta contra um vírus mortal – o que se viu até agora e ainda se vê – é uma irracional disputa contagiando até mesmo os cientistas que deveriam se recolher aos laboratórios em busca da cura, para seduzi-los aos espaços midiáticos onde a estúpida batalha ideológica fervilha.

No Brasil a Suprema Corte fere os princípios da colegialidade e da separação dos poderes, enquanto no Executivo a campanha eleitoral de 2018 ainda acontece; o Legislativo, que a tudo observa, canta como as sereias o canto do federalismo de coalizão. A ciência – ora a “ciência” – que mais que qualquer outro sabe que, para descortinar os obscuros mundos da química e da biologia, se leva tempo e se tateia hipóteses num processo metodológico experimental, fere suas próprias regras éticas, quando uma banca anuncia curas milagrosas ao passo que a banca oposta lhe acusa de curandeirismo e charlatanismo.

Vale gritar que somente “cura e paz” é o que levará à sobrevivência; o caminho para responder à doença e ao conflito social só pode ser com o equilíbrio e a razão; a paixão e a emoção direcionam ao caos e no caos somente os animais de rapina e carniceiros é que se banqueteiam (e até que a própria carniça acabe e também eles morram de inanição).

O tom da razão e da verdadeira ciência (isenta, metodológica e rigorosa) é o que o Instituto Brasileiro de Segurança Pública prega; porque, antes que tudo se transforme em caos, num mundo em que a ciência dê espaço às ideologias e a razão dê espaço à paixão, serão as forças de segurança que estarão na primeira trincheira física do conflito, para defender os filhos que se voltarão contra os pais e irmãos que se voltarão contra irmãos.

Bom seminário a todos!

Goiânia, 14 de julho de 2020, Azor Lopes da Silva Júnior, Dr.[i]

 

Fizeram comunicações acadêmicas:

  • Paulo Jorge Valente Gomes, Oficial-general da Polícia de Segurança Pública (PSP), Portugal. Ex-Diretor Nacional da PSP.
  • Ricardo Barbosa de Lima, Professor Doutor da Universidade Federal de Goiás / Coordenador do Doutorado em Direitos Humanos (Turma Especial da SSP/GO e Ministério da Justiça e Segurança Pública).
  • Alan Pereira Cardoso, Tenente Coronel PM, Comandante da 5ª Seção do Estado Maior da Polícia Militar de Goiás.
  • Ulisses José da Silva, Tenente Coronel Comandante da Academia e Ensino do Corpo de Bombeiro Militar de Goiás.
  • Daniel Adorni, Delegado de Polícia Civil / Diretor da Escola Superior da Polícia Civil de Goiás.
  • Alex Aparecido Galdioli – Agente de Segurança Prisional / Gerente de Segurança, Monitoramento e Presidente do Comitê Gestor da Crise do Covid-19 na Diretoria Geral de Administração Penitenciária de Goiás.

Ricardo Matos da Silva – Diretor de Ensino da Superintendência de Polícia Técnico Científica de Goiás.

Notas

[i] Doutor em Sociologia (Unesp), com pesquisa de pós-doutorado em “Hermenêutica e Positivismo Jurídico” (Unesp), Mestre (Universidade de Franca) e Especialista (Unesp) em Direito. Advogado, Professor Universitário (UNIRP), Coronel da Reserva da Polícia Militar do Estado de São Paulo e Presidente do Instituto Brasileiro de Segurança Pública (ibsp.org.br). Currículo Lattes: http://lattes.cnpq.br/6088271460892546.


Referências

AMADORI, Rosane. Apreensões de drogas e contrabando de cigarros crescem mais de 800 % nas fronteiras brasileiras. 2020. Disponível em: http://www.idesf.org.br/2020/05/25/trafico-de-drogas-cresce-mais-de-800-nas-fronteiras-brasileiras/. Acesso em: 26 maio 2020.

BRASIL. Lei n. 13.675 de 11 de junho de 2018 – Política Nacional de Segurança Pública e Defesa Social (PNSPDS). 2018. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2018/Lei/L13675.htm. Acesso em: 2 fev. 2020.

FÓRUM BRASILEIRO DE SEGURANÇA PÚBLICA. Nota técnica: violência doméstica durante a pandemia de Covid-19. Ed.2. São Paulo. Disponível em: https://forumseguranca.org.br/publicacoes_posts/violencia-domestica-durante-pandemia-de-covid-19-edicao-02/.

HOOGHE, Liesbet; MARKS, Gary. Unraveling the central state, but how? Types of multi-level governance. American Political Science Review, [S. l.], v. 97, n. 2, p. 233–243, 2003. DOI: 10.1017/S0003055403000649.

LOTTA, Gabriela; SOBRAL, Isabela; CORRÊA, Marcela; ALCADIPANI, Rafael; BUENO, Sabrina. Nota Técnica: a pandemia de Covid-19 e os policiais brasileiros. São Paulo. Disponível em: https://forumseguranca.org.br/publicacoes_posts/a-pandemia-de-covid-19-e-os-policiais-brasileiros/.

NEVES, Alex Jorge Das. Governança, liderança e articulação: o Brasil e as lições aprendidas sobre o Covid-19 na Europa e China. Instituto Brasileiro de Segurança Pública. 2020. Disponível em: http://ibsp.org.br/pensamento-socionormativo-da-seguranca-publica/governanca-lideranca-e-articulacao-o-brasil-e-as-licoes-aprendidas-sobre-o-covid-19-na-europa-e-china/. Acesso em: 10 maio. 2020.

PINHEIRO, Victor; ROLFINI, Fabiana. App propõe monitorar celulares para combater pandemia do coronavírus. 2020. Disponível em: https://olhardigital.com.br/coronavirus/noticia/app-propoe-monitorar-celulares-para-combater-pandemia-do-coronavirus/98082. Acesso em: 19 jun. 2020.

SILVA JÚNIOR, Azor Lopes. Liberdades públicas sob o risco pandêmico: limites constitucionais em tempos de calamidade. 2020. Instituto Brasileiro de Segurança Pública. Disponível em: http://ibsp.org.br/pensamento-socionormativo-da-seguranca-publica/liberdades-publicas-sob-o-risco-pandemico-limites-constitucionais-em-tempos-de-calamidade/. Acesso em: 26 mar. 2020.

SILVA JUNIOR, Dequex Araujo. O dilema atual: liberdades públicas e desobediência civil. Instituto Brasileiro de Segurança Pública. 2020. Disponível em: http://ibsp.org.br/pensamento-socionormativo-da-seguranca-publica/o-dilema-da-policia-administrativa-liberdades-publicas-e-desobediencia-civil/. Acesso em: 18 maio 2020.

SOUZA, Felipe De. Polícia de Goiás apreende 300 kg de maconha em caixões. Portal UOL. 2020. Disponível em: https://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2020/06/15/policia-de-goias-apreende-300-kg-de-maconha-em-caixoes.htm. Acesso em: 16 jun. 2020.

The following two tabs change content below.

redação

Últimas Postagens de: redação (Veja Todos)

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.