AUTORA, CAPITÃ DE POLÍCIA, ASSOCIADA IBSP, É DESTAQUE NO PORTAL GLOBO.COM

Matéria de autoria da jornalista Marília Marques, publicada no último dia 16 de fevereiro foca o trabalho e a obra de nossa associada DANIELE DE SOUSA ALCÂNTARA, Capitã da Polícia Militar do Distrito Federal. (Confira em https://g1.globo.com/df/distrito-federal/noticia/2020/02/16/olhar-policial-em-casos-de-violencia-contra-mulher-e-tema-de-livro-lancado-por-pms-do-df.ghtml)

Daniele é Doutora em Sociologia (UnB, 2017, http://lattes.cnpq.br/9738855490545468), Mestre em Educação (UnB, 2012) e Bacharel em Direito (UNICID, 2014), integrando como um dos 18 coautores, coordenados pelo Major Luciano Loiola da Silva, Doutor em Direito pela Universidade de Coimbra, do estudo “Feminicídio, Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher sob a Perspectiva Policial”, lançado no último 29 de janeiro em Brasília pela Editora Ultima Ratio, que traz em seu Abstract:

“A incidência criminal é desigual entre os diferentes grupos sociais. Os mecanismos de controle social possuem efeitos distintos em diferentes contextos. As polícias representam um dos principais atores do controle social formal e os seus impactos são ainda pouco discutidos sobre contextos e grupos sociais. O objetivo deste artigo é analisar as relações entre a incidência criminal contra mulheres no Distrito Federal e as implicações sobre o controle social. A partir dos dados da Pesquisa Distrital de Vitimização realizada em 2018, analisamos as relações entre a violência contra a mulher e as percepções sobre a atuação da polícia, modalidades de policiamento, coesão social e cinismo legal, além de características socioeconômicas e das vizinhanças. Para tanto, utilizamos técnicas de análise multivariada e multinível para a distinção dos efeitos composicionais e contextuais. Os resultados indicaram que a presença da polícia possui efeitos limitados sobre os crimes contra a pessoa, ao passo que a avaliação do trabalho policial reduz significativamente as chances de vitimização. Além disso, as vizinhanças com níveis elevados de cinismo legal e coesão social apresentam mais riscos de vitimização de mulheres no Distrito Federal. Por fim, discutimos implicações desses resultados para políticas públicas de segurança, assim como apresentamos indicações para iniciativas futuras de pesquisas.”

Livro “Feminicídio, Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher sob a Perspectiva Policial” — Foto: Vinícius de Melo/VGDF

Nós, do Instituto Brasileiro de Segurança Pública (IBSP) nos congratulamos com todos os coautores da obra e, em especial, com nossa associada. Parabéns!!!

Azor Lopes da Silva Júnior, Dr. Presidente do IBSP

1 comentário em “AUTORA, CAPITÃ DE POLÍCIA, ASSOCIADA IBSP, É DESTAQUE NO PORTAL GLOBO.COM”

  1. Bom senhora,

    Gostei muito da sua produção científica.
    Me chamo Cíntia , faço parte da DivE, da Policia Militar de SC, como Pedagoga.
    Meu trabalho de Doutorado em Educação foi sobre mulheres.
    Gostaria de poder compartilhar com a Senhora, trabalhos vindouros.
    Me coloco a sua disposição para produções cientificas.
    Att,
    Cíntia

    Responder

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.