Legatum et Honoris

LEGATUM ET HONORIS” é o novo programa que estréia nesta semana da Pátria de 2020 no Instituto Brasileiro de Segurança Pública; sempre atento à sua missão de “Oferecer à sociedade civil e à comunidade acadêmica produção científica qualificada“, sob os pilares axiológicos que elegeu em sua fundação em 19 de outubro de 2017 (Rigor científico; Isenção ideológica; Liberdade intelectual) e com a visão de futuro de “consolidarmo-nos nacionalmente como referência acadêmica na discussão e construção de saberes sobre segurança pública, pela produção de conhecimento marcado por elevada qualidade acadêmica, extremo rigor científico, pragmatismo e relevância de interesse público“, e revelando que nosso diferencial é marcado porque aqui “O pensar científico é plasmado para além da especulação e da experimentação: brota da vivência e da reflexão“.

Para o IBSP, valorizar aqueles que deixaram um legado é muito mais que um culto mítico, um acarinhamento àqueles que passaram pelas instituições policiais ou um mecanismo de marketing corporativo na gestão de pessoas; ao contrário, o que buscamos é homenagear legados institucionais, a partir das mentes de seus autores legantes, porque ninguém melhor que estes para apontar nas políticas públicas construídas ao longo de sua vivência e por obra de suas reflexões, saberes e arranjos institucionais superados (0u não…).

Políticas públicas implicam sempre um arranjo entre os fatores e grupos de pressão que operam sobre uma nova ideia – uma nova ciência:

“De forma muito semelhante (ao que ocorre nas revoluções políticas), as revoluções científicas iniciam-se com um sentimento crescente, também seguidamente restrito a uma pequena subdivisão da comunidade científica, de que o paradigma existente deixou de funcionar adequadamente na exploração de um aspecto da natureza, cuja exploração fora anteriormente dirigida pelo paradigma. […] o sentimento de funcionamento defeituoso, que pode levar à crise, é um pré-requisito para a revolução”. (KUHN, Thomas S. A estrutura das revoluções científicas. 5. ed. São Paulo: Editora Perspectiva S.A, 1997, p. 126).

Assim, a partir deste próximo dia 10 de setembro de 2020, o programa “Diálogos Acadêmicos da Segurança Pública”, que vem se consolidando desde seu lançamento havido no dia 30 de março de 2020, passa a dar espaço, em todas as primeiras quintas-feiras de cada mês, a um diálogo acadêmico com foco às origens de cada uma das boas-práticas, no plano das políticas públicas da segurança, implementadas nas Unidades Federadas de nosso país, que terá como painelista o seu idealizador ou implementador, que nos brindará com os fundamentos científicos ou empíricos desse verdadeiro processo de revolução intelectual e comportamental.

São José do Rio Preto (SP), 07 de setembro de 2020.

Azor Lopes da Silva Júnior, presidente do IBSP

Edson Benedito Rondon Filho, presidente do Conselho Deliberativo IBSP

 

 

 

The following two tabs change content below.

redação

Últimas Postagens de: redação (Veja Todos)

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.