CONSIDERAÇÕES BÁSICAS SOBRE A UTILIZAÇÃO DE CÃES DE FARO

Palavras-chave: Cão policial, Cão de faro, Cão farejador, K9, Cinotecnia

Resumo

Este artigo apresenta informações descritivas, em perspectivas históricas e comparativas, do uso de cães no trabalho policial, especificamente para a detecção de entorpecentes pelo faro. A abordagem é qualitativa, com objetivo descritivo e suporte na pesquisa bibliográfica. O estudo contém uma base teórica que descreve o uso do cão pelas unidades policiais brasileiras, assim como as formas de treinamento desses animais e de seus parceiros humanos.

Biografia do Autor

George Felipe de Lima Dantas, Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF)

Doutor em Educação - Estudo de Políticas Públicas pela ?George Washington University" (GWU-1998) e Mestre em Educação também pela " George Washington University" (GWU-1987). É licenciado pela Universidade Católica do Salvador (UCSal-1979). É diplomado no Curso de Aperfeiçoamento de Oficiais da Polícia Militar do Estado de Pernambuco (CAO-PMPE-1997) e no Estagio de Adaptação de Oficiais da Polícia Militar do Distrito Federal (EAO-PMDF-1981). É Segundo-Tenente Fuzileiro Naval da Reserva da Marinha do Brasil, formado na Escola de Formação de Oficiais da Reserva da Marinha (EFORM-1976). Mais recentemente, foi Conselheiro do Conselho Distrital de Segurança Pública do Distrito Federal (CONDISP-DF-2018) e Coordenador do Componente Segurança Pública do Projeto ?Brasilia 2060? do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT) do Ministério da Ciência, Tecnologia, Informação e Comunicação (MCTIC) no período 2014-2019. É Jornalista (Ministério do Trabalho e Previdência Social, 0012746/DF). Já atuou em diferentes órgãos nacionais e internacionais em diversas capacidades. Tais atuações se deram na Presidência da República (1998), Câmara Federal (2002), Ministério das Relações Exteriores (Embaixada do Brasil em Washington, 1982-1986), Ministério da Justiça e Segurança Pública (Secretaria Nacional de Segurança Pública, 2001), Ministério da Educação (1986-1988), Organização das Nações Unidas (ONU, México, 1994), Organização dos Estados Americanos (OEA, República Dominicana, 1994), Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal (2002), Secretaria de Segurança Pública do Maranhão (2008), Secretaria de Segurança Pública de Santa Catarina (2012) e Secretaria de Segurança Pública da Bahia (2017).

CV: http://lattes.cnpq.br/9476901304975730

Rodrigo Müller, Müller Consulting & Training

Possui graduação em Direito pela Universidade Federal de Mato Grosso (1994). Atualmente é CEO e diretor de treinamento - Müller Consulting & Training LLC. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Educação de Adultos, atuando principalmente nos seguintes temas: crime organizado, proteção a juízes ameaçados, guarda costas e proteção pessoal, táticas policiais e armas de fogo. Há 27 anos atua na área de treinamento militar e policial, é especialista em Operações Especiais, Instrutor Tático, Master Breacher e Especialista em Explosivos. Foi instrutor da Academia de Polícia Civil do Estado de Mato Grosso por 15 anos e por 9 anos instrutor do GOE/PJC/MT. Imigrou para os Estados Unidos em 2014, atuando como Firearms Instructor e no treinamento de unidades especializadas, com ênfase no foco de proteção individual, operações especiais, operações policiais especializadas, armamento e tiro e defesa pessoal. Recebeu em 2019 a medalha mérito Policial de Fronteira do Grupo Especial de Fronteira - GEFRON/MT É Doutor Honoris Causa em Justiça Criminal pela Albert Schweitzer University em Miami / FL em 2019. Recebeu em 2021 a Medalha Mérito Homens do Mato - Grau Oficial da Polícia Militar do Estado de Mato Grosso. 

CV: http://lattes.cnpq.br/1033609562482740

Maria Paula Araújo, Universidade Estácio de Sá

Graduação em medicina veterinária pela ASSOCIAÇÃO DE DOCENTES DA UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ (2006). Pós Graduação em Homeopatia pela Santa Casa Misericórdia do Rio de Janeiro. Pós Graduação em Patologia Clínica pelo Instituto Qualittas. Pós Graduação em Dermatologia em animais de companhia pelo Instituto Qualittas. Curso Básico e Avançado em Ultrassonografia de pequenos animais pela Cenus Solvet. Experiência profissional em Medicina Veterinária: 1) Auqmia artigos e produtos veterinários ltda. Atividade: Clínica Medica e Administrativa. Dedicação: integral. Período: desde 2002. 2) MS veterinária ltda. Atividade: Análise clínica laboratorial. Dedicação: integral. Período: 2002/2010. Outros: Curso de odontologia veterinária de cães e gatos - Anclivepa Participação Congresso internacional de endocrinologia veterinária - 2010 Produção de Gado de Leite - Embrapa.

CV: http://lattes.cnpq.br/1766943001552344

Referências

ALMEIDA, P.R.; BANDINELLI, M.B.; BOOS, G.; OLIVEIRA, E.C.; PAVARINI, S.P.; DRIEMEIER, D. – Descrição de quatro casos de atrofia do pâncreas exócrino em cães. Acta Scientiae Veterinariae, vol. 39, núm. 3, 2011, pp. 1-5 Universidade Federal do Rio Grande do Sul Porto Alegre, Brasil. Disponível em: https://www.redalyc.org/articulo.oa?id=289022038013 . Acesso em: 24 jan. 2022.

APPEL, R.L. .; Domingos, M.H.; DALL olio A. J.; WOLF M.; BURNIER, J.J.P.; GONÇALVES, T. Diagnóstico de Mielopatia degenerativa em Pastor belga: Relato de caso. Revista de Educação Continuada em Medicina Veterinária e Zootecnia do CRMV-SP, v. 13, n. 2, p. 71-72, 10 nov. 2015. Disponível em: https://www.revistamvez-crmvsp.com.br/index.php/recmvz/article/view/28187/29625 . Acesso em: 24 jan. 2022.

BRASIL. MINISTÉRIO DA DEFESA DO EXÉRCITO BRASILEIRO. Apostila de Cinotecnia. 2ed., 103p. Osasco, São Paulo, 2014.

CONSTANZA, Giovani Santos. Atualização do cão no atendimento de ocorrências de alto risco pela Polícia Militar de Santa Catarina e acordo com a doutrina de gerenciamento de crise. 2008. 60 f. Monografia (Bacharelado em Segurança Pública) - Universidade do Vale do Itajaí́, Florianópolis, 2008.

COONHEZE, L.; RIBEIRO, R.M.; RIBEIRO, D.S.F. – Epilepsia idiopática em cães. 2021 Disponível em: https://publicacoes.unifimes.edu.br/index.php/coloquio/article/view/1012 . Acesso em: 24 jan. 2022.

DALMOLIN ML, LASTA CS, LACERDA LA, CAMARGO V, COPUTINHO ML, VAZ JUNIOR IS. Doença de Von Willebrandtipo 1 grave em cão da raça São Bernardo –Apresentação clínica e perfil de hemostasia. Vet. e Zootec. 2017 mar.; 24(1): 114-119.

GOMES, D.; OTOSUKI, D.A.; LISAK, R.; SAFATLE, A.M.V. Atrofia progressiva generalizada da retina em cães da raça Cocker Spaniel. Ciência Rural [online]. 2013, v. 43, n. 8 Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0103-84782013005000101 Acesso em: 24 jan. 2022.

GUAGNIN, M., PERRI, A. R., & PETRAGLIA, M. D. PreNeolithic evidence for dog-assisted hunting strategies in Arabia. 2018. Journal of Anthropological Archaeology, 49,225-236. doi:10.1016/j.jaa.2017.10.003

GOMES, Cinério Gonçalves. Análise do emprego operacional da companhia PM independente de policiamento com cães, canil, na região metropolitana de Belo Horizonte. Trabalho de pesquisa apresentado como requisito para a obtenção do título do Curso de Especialização em Segurança Pública (CESP 2011) através de convênio da Academia de Polícia Militar com a Fundação João Pinheiro. Belo Horizonte, 2011. Disponível em: http://monografias.fjp.mg.gov.br/bitstream/123456789/1816/1/An%C3%A1lise%20do%20emprego%20operacional%20da%20companhia%20PM%20independente%20de%20policia mento%20com%20c%C3%A3es.pdf. Acesso em: 24 jan. 2022.

HEADQUARTERS Department of the Army. Military working dog program. Army regulation: 190-12. US: Washington (DC). Out., 2019.

HELFERS, Fred. Regras e Diretrizes de Certificação para Cães Farejadores de
Narcóticos. Polícia do Noroeste do Pacífico, 2005.

HNILICA, K.A. Dermatologia de Pequenos Animais: Atlas colorido e Guia Terapêutico – 3ed – Rio de Janeiro, 2012, p.41 – 51.

LAUS, J.L.; ORIÁ, A.P. Doenças corneanas em pequenos animais - Revista de Educaçtio Continuada do CRMV-SP / Volume 2. Fascículo I. I). p.26 - 33. (1999).
Disponível em: http://www.pubvet.com.br/artigo/2283/pannus-do-pastor-alematildeo-revisatildeo-de-literatura

LIMA, A.M.V.; SOUZA, J.H. Pannus do Pastor Alemão: revisão de literatura – Pubvet v.9 nº10 p.429-466(2015). Disponível em: https://www.pubvet.com.br/artigo/2283/pannus-do-pastor-alematildeo-revisatildeo-de-literatura Acesso em: 24 jan. 2022.

MACHADO, L. L. M. Alterações comportamentais e fisiológicas em cães detectores de droga e explosivo após confinamento em caixas de transportes: Influências do estresse no desempenho. 2013, 78 p. Dissertação (Mestrado em Ciências do Comportamento) – Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Brasília, 2013.

MATTOSO, Cláudio Roberto Scabelo. Doença de von Willebrand em cães: estudo da prevalência e caracterização da doença em cães normais e fêmeas durante o ciclo estral, gestação e lactação. 2010. 108 f. Tese (doutorado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, 2010. Disponível em: http://hdl.handle.net/11449/104660 Acesso em 24 jan. 2022.

OLIVEIRA, G. H. R., SACCO, S. R., ZAPPA, V. Trombocitopenias. Revista Científica eletrônica de Medicina Veterinária. 2009. Disponível em: < http://faef.revista.inf.br/imagens_arquivos/arquivos_destaque/JJNVl0Q9mRyFUXE_2013-6-21-16-11-8.pdf> Acesso em: 24 jan. 2022.

PARIZOTTO, W. Parâmetros técnicos para a aprendizagem dos cães de busca, resgate e salvamento. 2013, 47 p. Monografia (Especialização em Gestão Pública com Ênfase à Atividade de Bombeiro) – Universidade do Estado de Santa Catarina, Centro de Ciências da Administração e Socioeconômicas, Florianópolis, 2013.

PIMENTEL Y.L., COSTA A.S., HERRERA G.C., MENDONÇA C.S., FERREIRA F.A., REZENDE P.R.S. Megaesófago secundário adquirido pós cinomose em cão - Relato de caso. Revista Brasileira de Medicina Veterinária, 2000. Disponível em: https://repositorio.ufu.br/bitstream/123456789/24498/3/Megaes%C3%B4fagoSecund%C3%A1rioAdquirido.pdf Acesso em: 24 jan. 2022.

PRADO R. F. S.; SOARES O. A. B. Apostila de Cinotecnia. Ministério da Defesa Exército Brasileiro, 2014.

RHODES, K. H.; WERNER, A.H. Dermatologia em pequenos animais- 2ed – São Paulo, 2014, p. 225.

ROCHA, F.P.C., SILVA, D., BENEDETTE, M. F., SANTOS, D. A. N., COSTA, E. A. A. Displasia coxofemoral em cães. Revista Científica eletrônica de Medicina Veterinária. 2008. Disponível em: < http://www.faef.revista.inf.br/imagens_arquivos/arquivos_destaque/3w06cWeAcFaNErX_2013-6-14-10-15-11.pdf> Acesso em: 24 jan. 2022.

SAKATA, Marcus Vinícius Akira. O emprego do cão farejador no cumprimento de mandados de busca e apreensão pela polícia militar do estado de Mato Grosso. Revista Científica de Pesquisa em Segurança Pública, v.14, n.1, p.173-194, 2015. Disponível em: http://revistacientifica.pm.mt.gov.br/ojs/index.php/semanal/article/view/260/pdf_159. Acesso em: 25. Mar. de 2021.

SANTOS, C.R.O. et al. Achados clínicos, histopatológicos e moleculares da mielopatia degenerativa canina: relato de caso. Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia [online]. 2020, v. 72, n. 02 pp. 339-345. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1678-4162-11221 Acesso em: 24 jan. 2022.

SILVA, C.L. e ROLAN, R.T. Foliculite furunculose - relato de caso. PUBVET, Londrina, V. 8, N. 15, Ed. 264, Art. 1758, Agosto, 2014.

SILVA, P.J. Tratamento de megaesôfago em cão: Relato de caso. 2019. 46f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) – UniRV – Universidade de Rio Verde, Rio Verde, 2019.

SIQUEIRA, Wanderson Nunes de. O emprego do cão farejador na localização de substâncias entorpecentes ilícitas. RHM - Vol 6 - Jan/Jun 2010.

TÔRRES, R.C.S., FERREIRA, P.M. e SILVA, D.C.Freqüência e assimetria da displasia coxofemoral em cães Pastor-Alemão. Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia [online]. 1999, v. 51, n. 2 [Acessado 26 Outubro 2021] , pp. 153-156. Disponível em: . Epub 17 Abr 2001. ISSN 1678-4162. https://doi.org/10.1590/S0102-09351999000200005 Acesso em: 24 jan. 2022..

VELASQUEZ, S.M.C. Caracteristicas generales de la insuficiencia pancreatica exocrina en caninos (Revisión de Literatura) (2017). Disponível em : https://repository.ucc.edu.co/handle/20.500.12494/4914 Acesso em: 24 jan. 2022.

VIANNA, L.F.C.G.; VAHIA, K.B. - Perfil clínico e epidemiológico de cães epilépticos atendidos no hospital veterinário da UFRRJ. 2014. Disponível em: https://web.archive.org/web/20180602212921id_/http://doi.editoracubo.com.br/10.4322/rbcv.2014.231 Acesso em: 24 jan. 2022.
Publicado
2022-05-05
Como Citar
Dantas, G. F., Müller, R., & Araújo, M. (2022). CONSIDERAÇÕES BÁSICAS SOBRE A UTILIZAÇÃO DE CÃES DE FARO. Revista Do Instituto Brasileiro De Segurança Pública (RIBSP) - ISSN 2595-2153, 5(11), 160-187. https://doi.org/https://doi.org/10.36776/ribsp.v5i11.196