POLÍCIA CIVIL E O TRATAMENTO INTELIGENTE DE INFORMAÇÕES COMO ESTRATÉGIA DE ENFRENTAMENTO DA VIOLÊNCIA E DE PREVENÇÃO À PRÁTICA DE ATOS INFRACIONAIS

Autores

Palavras-chave:

PALAVRAS-CHAVE: polícia judiciária, inteligência estratégia, menor infrator, segurança pública, política pública., Polícia Judiciária, Inteligência Estratégica, Criança e adolescente infrator, Segurança Pública, Política Pública

Resumo

O presente trabalho priorizou apresentar o singular papel da Polícia Civil enquanto Polícia Judiciária como distinto aliado do Estado na prevenção de atos infracionais e de crimes em geral, tendo em vista a inequívoca aproximação da verdade real, pela instituição, através da investigação. A pesquisa buscou demonstrar que os resultados obtidos pela Polícia Civil, se tratados pelo Núcleo de Inteligência Estratégia inerente à instituição, poderão assessorar e subsidiar o gestor na tomada de decisões e contribuir no combate à violência. A abordagem foi qualitativa e objetivou, precipuamente, revelar que a instituição Polícia Civil contribui com dados peculiares e extremamente importantes que, se tratados com inteligência estratégica, levados ao conhecimento Estado por meio dos gestores da segurança pública, e reconhecidos, poderão contribuir com políticas públicas eficientes e de prevenção.

 

Biografia do Autor

Danilo Fabiano Carvalho e Oliveira, Universidade Federal de Goiás (UFG)

Possui Graduação - Bacharel em Direito - pela Universidade do Estado de Minas Gerais - Fundação Educacional de Ituiutaba - Instituto Superior de Ensino e Pesquisa de Ituiutaba (2001). Exerce a função de Delegado de Polícia desde 02/02/2004. Atuou como Delegado de Polícia Regional da 8.ª Delegacia Regional de Polícia de Rio Verde-GO (04/12/2009-05/04/2016 e de 04/02/2019 a 17/07/2019). Ocupou o cargo de Superintendente da Inteligência da Secretaria de Segurança Pública do Estado de Goiás no período de 04/2016 a 02/2019. Atuou como Delegado de Polícia (Classe Especial) Titular da DEPAI (Delegacia de Polícia de Apuração de Atos Infracionais de Rio Verde/GO - 08/2019-09/2020), Delegado de Polícia do G.I.H. (Grupo de Investigação de Homicídios de Rio Verde/GO - 08/2019-09/2020). Atualmente é Delegado de Polícia da Subdelegacia de Polícia de Porteirão/GO, desde 2019, Delegado Titular do GEPATRI-Grupo Especial de Repressão a Crimes Patrimoniais de Rio Verde-GO. Foi professor de ensino de nível superior da UNIBRÁS - Rio Verde/GO (2012-2020). Tem vasta experiência na área do Direito, com especialização em Direito Penal (curso de pós-graduação lato sensu em Ciências Penais) pela Universidade Anhanguera-Uniderp (2009-2010), Mestrado em Ciências Ambientais pela Universidade BrasiL - Instituto de Ciência e Educação de São Paulo (2017) e, atualmente, é Doutorando pela UFG-Universidade Federal de Goiás (Programa de Pós-graduação Interdisciplinar em Direitos Humanos).

CV: http://lattes.cnpq.br/7574870446046967

Francisco Mata Machado Tavares, Universidade Federal de Goiás (UFG)

Graduado em Direito, mestre e doutor em Ciência Política pela UFMG. Realizou pesquisa de pós-doutorado na Faculdade de Direito da Universidade de Brasília, em 2020. Frequentou, em 2012, a "London Critical Theory Summer School", na Universidade de Londres. É professor universitário desde 2004, com atuação em instituições como UFMG, UFOP, UFFS e UFG, dentre outras. Antes de se dedicar exclusivamente à academia, atuou como advogado no âmbito do direito tributário, para o setor privado, do direito administrativo, para sindicatos de servidores públicos e a título de "pro bono", para movimentos sociais. Atualmente, é professor associado da Faculdade de Direito da UFG, onde é vice-coordenador do programa de Pós-Graduação em Direito e Políticas Públicas (mestrado) e docente permanente no Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Direitos Humanos (mestrado e doutorado). Conduz pesquisas científicas e orienta trabalhos atinentes aos seguintes temas: i) sociologia fiscal; ii) direito tributário e; iii) teoria política. Coordena o Grupo de Estudos e Pesquisas Sócio-fiscais, GESF. Recebe bolsa de produtividade do Programa de Pós-graduação em Direito e Políticas Públicas - PPGDP, obtida por meio de aprovação em processo seletivo.

CV: http://lattes.cnpq.br/2283526225862308

Downloads

Publicado

2022-05-04

Como Citar

Fabiano Carvalho e Oliveira, D., & Mata Machado Tavares, F. (2022). POLÍCIA CIVIL E O TRATAMENTO INTELIGENTE DE INFORMAÇÕES COMO ESTRATÉGIA DE ENFRENTAMENTO DA VIOLÊNCIA E DE PREVENÇÃO À PRÁTICA DE ATOS INFRACIONAIS. Revista Do Instituto Brasileiro De Segurança Pública (RIBSP) - ISSN 2595-2153, 5(11), 58–70. Recuperado de https://ibsp.org.br/ibsp/revista/index.php/RIBSP/article/view/121