SILVA, João Apolinário da. Crime in central cities of Bahia. 2010. 318 f. Tese (Doutorado em Desenvolvimento Regional e Urbano) – Universidade Salvador, Salvador, 2010.

A tese buscou identificar o padrão da violência decorrente da criminalidade nos 417 municípios do Estado da Bahia. Com o uso do método hipotético dedutivo, amparado com os métodos histórico, análise regional, análise social, sócio-histórico e estatístico, foi possível avaliar a aplicação da Teoria das Cidades Centrais de Christaller na determinação de padrões da criminalidade nas cidades centrais da Bahia. A partir da compreensão do crime segundo três condicionantes: psicológica, socioeconômica e ecológica, tornou factível a identificação da prevalência dos crimes nessas cidades. O padrão dos crimes, segundos tais condicionantes, teve intensidade variada nas localidades que possuem pouca ou grande região de influência. O estudo sobre a cidade, segundo sua perspectiva histórica, envolvendo o processo de urbanização possibilitou a identificação do tipo de criminalidade mais presente nos territórios estudados. Verificou-se que há uma estreita relação do tamanho da cidade com o tipo de crime nela presente. Entretanto não foi possível avaliar se o tamanho sozinho da população é responsável pelos índices de criminalidade presente na cidade. O uso do estudo de regiões de influência das cidades realizado pelo IBGE produziu o efeito desejado para aplicação do método estatístico na criação da hierarquia da cidade segundo o volume de crimes ocorridos no período de 2004 a 2009. O trabalho conseguiu avaliar a pertinência do uso da teoria dos lugares centrais para análise da criminalidade, assim como a mudança do perfil da criminalidade à medida que se tem ampliação das relações de influência entre os municípios.

Texto integral em PDF:
Criminalidade nas cidades centrais da Bahia (SILVA, João Apolinário da. Crime in central cities of Bahia. 2010. 318 f. Tese [Doutorado em Desenvolvimento Regional e Urbano] – Universidade Salvador, Salvador, 2010).