METODOLOGIA DE PRIORIZAÇÃO DAS NATUREZAS DE INFRAÇÕES AMBIENTAIS PARA EMPREGO DA POLÍCIA MILITAR AMBIENTAL CATARINENSE

Palavras-chave: Ciências Policiais, Polícia Militar Ambiental, Infrações, Priorização, Métodos Comparativos

Resumo

A Polícia Militar de Santa Catarina, através do Comando de Policiamento Militar Ambiental (CPMA), desenvolve diversas ações nas áreas de fiscalização ambiental. Os esforços desta unidade especializada são destinados quase que em sua totalidade ao atendimento de denúncias provenientes da população em geral. O nível de complexidade da atividade desenvolvida e a quantidade de ocorrências recebidas são desproporcionais aos recursos existentes, acarretando na impossibilidade do atendimento de toda a demanda. O presente estudo teve como objetivo a priorização das ocorrências de infrações ambientais de diferentes naturezas, quer sejam administrativas ou penais, através de métodos comparativos já conhecidos como a matriz GUT e a comparação Par a Par. Como resultado, atribui-se pontuação às diversas naturezas de infrações, possibilitando ao Comandante da unidade, alocar recursos de forma mais eficiente para o atendimento das ocorrências mais relevantes ao meio ambiente e à sociedade.

Biografia do Autor

Nazareno Marcineiro, Universidade do Sul de Santa Catarina e Faculdade da Polícia Militar de Santa Catarina

Doutor em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina (2017) com enfoque em avaliação de desempenho e tomada de decisão, Mestre em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina (2001), com concentração em Gestão da Qualidade, especialista em Gestão Estratégica da Segurança Pública pela Universidade do Sul de Santa Catarina (2006), graduado no Curso de Formação de Oficiais pela Academia de Polícia Militar de Santa Catarina (1982), e no Curso de Instrutor de Educação Física pela Escola de Educação Física da Polícia Militar do Estado de São Paulo (1985). Atualmente é coronel da Reserva Remunerada da Polícia Militar de Santa Catarina, tendo exercido os cargos de Comandante-Geral entre janeiro de 2011 a maio de 2014, Presidente do Conselho Nacional de Comandantes Gerais de Polícias e Bombeiros Militares (2012) e Diretor da Força Nacional de Segurança Pública (2015). É professor da Universidade do Sul de Santa Catarina das disciplinas Planejamento Estratégico na Segurança Pública, Inteligência Aplicada e Elaboração e Gestão de Projetos e Professor das disciplinas Teoria Geral das Ciências Policiais e Polícia Comunitária no Curso de Ciências Policiais do Centro de Ensino da Polícia Militar de Santa Catarina. Tem experiência na área de Administração, com ênfase em Política e Planejamento Governamentais, atuando principalmente nos seguintes temas: Planejamento Estratégico da Segurança Pública, Polícia Comunitária, Sistema de Segurança Pública, Avaliação e Gestão de Desempenho de Organizações de Segurança Pública.

Fábio Henrique Machado, Faculdade da Polícia Militar de Santa Catarina

Possui graduação em Curso de Formação de Oficiais pelo Centro Universitário Polícia Militar de SC (1996). Tem experiência na área de Ciências Ambientais, com ênfase em Ciências Ambientais

Felipe Souza Dutra, Faculdade da Polícia Militar de Santa Catarina

Oficial da Polícia Militar de Santa Catarina. Bacharel em Segurança Pública pela Universidade do Vale de Itajaí - UNIVALI. Bacharel em Direito pela UNISUL. Especialista em Políticas de Segurança Pública - Estácio de Sá.

Igor Noberto Camelo, Universidade Federal de Campina Grande (PB)

É estudante dos cursos de Engenharia Mecânica na Universidade Federal de Campina Grande (PB) e de Tecnologia em Telemática no Insituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba. Graduando como Estudante SAE Brasil (Society of Automotive Engineers). Atua nas áreas de Fenômenos dos Transportes, com ênfase em análises aerodinâmicas, e Dinâmica de Voo, com ênfase em estabilidade e controle. Integrante do projeto de aeronaves radio-controladas não tripuladas da competição Aero Design da SAE Brasil.

Referências

AGUIAR D. T.; SILVA, M. D. et al. Matriz GUT Como Estratégia de Planejar as Ações de Auditoria no SUS Para Subsidiar a Gestão do Município de Sobral – CE. Anais do 11º Congresso Internacional da Rede Unida, [online], supl. 3, 2014

ALMEIDA, A. T. O Conhecimento e o Uso de Métodos Multicritério de Apoio a Decisão, 2ª. Edição, Editora Universitária, Recife – PE, 2011.

CHAVES, L. C.; ENSSLIN, L. et al. A utilização da Engenharia do Valor e Custo-alvo na redução de custos. XVIII Congresso Brasileiro de Custos, Rio de Janeiro – RJ, 2011.

GRIMALDI, R.; MANCUSO, J.H. Qualidade Total. Folha de SP e Sebrae, 6º e 7º fascículos, 1994.

MARCINEIRO, Nazareno. O Aprimoramento da Gestão da Polícia Militar de Santa Catarina com o Uso de Processo de Avaliação de Desempenho. UFSC, 2017.

NETO, F. C.; BRANDÃO, F. et al. Aplicação da Matriz GUT na Inspeção de uma Construção Patrimonial em Fortaleza - CE. Anais do Congresso Brasileiro de Patologia das Construções - CBPAT. 2018.

PINTO, A. P. A.; NOGUEIRA, J. M. P. et al. Projeto Preliminar: Levantamento de requisitos e proposta de um Planejamento Estratégico Transparente e Participativo para o IFSC. Universidade de São Paulo p. 6-7, 2006.

ROY, B. Robustness in operational research and decision aiding: A multi-faceted issue. European Journal of Operational Research, 200(3), 2010.

SAATY, T. L., The analytic hierarchy process, New York, McGraw-Hill, 1980.

VARGAS, R. V. V. Utilizando a Programação Multicritério (Analytic Hierarchy Process -AHP) para Selecionar e Priorizar Projetos na Gestão de Portfólio, PMI Global Congress, Washington, DC, EUA, 2010.
VASCONCELOS, G. R.; MOTA, C. M. M. Modelo Multicritério de Comparação Par a Par Baseado no AHP: Proposta de Linearização do Processo de Comparação. XLVI Simpósio Brasileiro de Pesquisa Operacional, Salvador – BA, 2014.

VERZOLA, S. N.; MARCHIORI, F. F.; ARAGON, J. O. Proposta de Lista de Verificação Para Inspeção Predial X Urgência Das Manutenções. XV Encontro Nacional de Tecnologia do Ambiente Construído, 2014
Publicado
2020-08-19
Como Citar
Marcineiro, N., Machado, F., Dutra, F., & Camelo, I. (2020). METODOLOGIA DE PRIORIZAÇÃO DAS NATUREZAS DE INFRAÇÕES AMBIENTAIS PARA EMPREGO DA POLÍCIA MILITAR AMBIENTAL CATARINENSE. Revista Do Instituto Brasileiro De Segurança Pública (RIBSP) - ISSN 2595-2153, 3(7), 36-62. https://doi.org/https://doi.org/10.36776/ribsp.v3i7.93