MODELO PARA GERAÇÃO DE MAPAS CRIMINAIS

Uma análise a partir de estudo de caso de dados abertos

  • Antonio Gomes Vieira Neto IFSP
  • André Marcelo Panhan IFSP
Palavras-chave: Segurança Pública, Tecnologia, ETL, Mapas criminais, Python

Resumo

O presente artigo propõe um modelo para geração de mapas criminais, utilizando ferramentas gratuitas. Para a criação do modelo foram utilizados os dados abertos do portal da transparência da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo (SSP-SP). O modelo tem como objetivo prover uma visualização melhor dos dados criminais e ajudar as instituições de segurança pública no processo de tomada de decisão. Como resultado do modelo foram gerados dois tipos de mapa, um que mostra o ponto exato onde as ocorrências ocorreram e outro um mapa de calor que exibir em cores mais quentes os locais onde se tem maior ocorrência de crimes.

Biografia do Autor

Antonio Gomes Vieira Neto, IFSP

Cursando Pós-Graduação Lato Sensu (Especialização) em Gestão Estratégica de Tecnologia da Informação (GETI) pelo Instituto Federal de São Paulo (IFSP), Bragança Paulista, São Paulo. Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas pela Unifaat, Atibaia, São Paulo. Artigo apresentado como Trabalho de Conclusão de Curso

André Marcelo Panhan, IFSP

Doutor em Engenharia Elétrica pela Universidade Estadual de Campinas (2011). Mestre em Engenharia Elétrica pela Universidade Estadual de Campinas (2001). Tecnólogo em Processamento de Dados pela Faculdade de Tecnologia de Sorocaba (1999). Atualmente é Pesquisador Colaborador na Universidade Estadual de Campinas e docente do Instituto Federal de São Paulo

Referências

AZEVEDO, Ana Luísa Vieira de et al. A utilização das estatísticas criminais no planejamento da ação policial: Cultura e contexto organizacional como elementos centrais à sua compreensão. Brasilia - DF: Ci. Inf., 2011. 1-13 p.
BRASIL. Ministério da Justiça. Manual rede Infoseg (versão 4.0). Brasília: 2009. Disponível em: < http://sti.tjrr.jus.br/arqpdf/suporte/infocis/infoseg/INFOSEG-Manual.pdf> . Acesso em: 31 ago. 2019.
CAMPOS, Sandir Rodrigues. Validação de dados em sistemas de data warehouse através de índice de similaridade no processo de ETL e mapeamento de trilhas de auditoria utilizando indexação ontológica. Brasília, DF, p. 30-38, 11 jan. 2013.
DATA SCIENCE CENTRAL. 10 Open Source ETL Tools. [S. l.]: 2015. Disponível em: < https://www.datasciencecentral.com/profiles/blogs/10-open-source-etl-tools >. Acesso em: 29 ago. 2019.
EAVES, D. The three laws of open government. Disponível em: < http://eaves.ca/ >. Acesso em: 12 ago. 2019.
FOLIUM. [S. l.]. Disponível em: < https://www.pypi.org/project/folium >. Acesso em: 4 jun. 2019.
FREITAS, Lauro Soares de et al. A institucionalização do modelo de gestão CompStat na Polícia Militar de Minas Gerais sob a perspectiva teórica do Translation e Trabalho Institucional. Viçosa - MG: [s.n.], 2013. 76-106 p.
INDIANA UNIVERSITY. About open source software and the Open Source Initiative. [S. l.]: 2019. Disponível em: < https://kb.iu.edu/d/annr >. Acesso em: 06 nov. 2019.
JOH, Elizabeth E. Policing by numbers: Big data and the fourth amendment. 2014. ed. [S.l.]: Washington Law Review, 2014. 1-34 p.
LAMAS, João Paulo Campolinas. Predição de Crimes e Otimização de Ações de Segurança Pública para Cidades de Pequeno Porte Utilizando Geotecnologias. Viçosa - MG: Universidade Federal de Viçosa, 2013.
LOHN, Josemar Müller. Tecnologias aplicadas à segurança pública: livro didático / Josemar Müller Lohn; design instrucional Marina Melhado Gomes da Silva. – Palhoça: UnisulVirtual, 2012.
PANDAS. [S. l.]. Disponível em: < https://www.pandas.pydata.org >. Acesso em: 4 jun. 2019.
PORCINO SILVA, Wellington Clay. Empregando o Policiamento Preditivo: Construção de um Modelo de Risco do Terreno para Crimes contra o Patrimônio dos Correios. Brasília - DF: Revista Brasileira de Ciências Policiais, 2016.
PYTHON. [S. l.]. Disponível em: < https://www.python.org >. Acesso em: 4 jun. 2019.
RIBEIRO, Alexandre Lima; OLIVEIRA, Edemar Costa. Processos de implantação e migração de dados com utilização de ETL para um ERP comercial. Canoas, RS, p. 2-4, 29 nov. 2010.
SAISSE, Renan. Big Data contra o crime: Efeito Minority Report. 2017. Disponível em: < http://direitoeti.com.br/artigos/big-data-contra-o-crime-efeito-minority-report >. Acesso em: 15 maio 2018.
SÃO PAULO. TRANSPARÊNCIA SSP-SP. São Paulo: 2019. Disponível em: < http://www.ssp.sp.gov.br/transparenciassp/ > . Acesso em: 22 jul. 2019.
SOARES, Mariana et al.. O ambiente construído e a ocorrência de crimes: uma análise em estacionamentos de campus universitário. PARC Pesquisa em Arquitetura e Construção, Campinas, SP, v. 8, n. 2, p. 102-116, jun. 2017. ISSN 1980-6809. Disponível em: < https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/parc/article/view/8649893 >. Acesso em: 14 dez. 2017. doi:http://dx.doi.org/10.20396/parc.v8i2.8649893.
THE OPEN DEFINITION. [S. l.], 2019. Disponível em: < https://opendefinition.org >. Acesso em: 22 jul. 2019.
VAZ, José Carlos; RIBEIRO, Manuella Maia; MATHEUS, Ricardo. Dados governamentais abertos e seus impactos sobre os conceitos e práticas de transparência no Brasil. Salvador (BA): Cadernos PPG-AU/UFBA, 2010, p. 45-62.
Publicado
2020-01-18
Como Citar
Vieira Neto, A., & Panhan, A. (2020). MODELO PARA GERAÇÃO DE MAPAS CRIMINAIS. Revista Do Instituto Brasileiro De Segurança Pública (RIBSP), 2(2), 171-185. Recuperado de http://ibsp.org.br/ibsp/revista/index.php/RIBSP/article/view/69