A CONSERVAÇÃO AMBIENTAL COMO FORMA DE PREVENÇÃO À VIOLÊNCIA

  • Ednilson Paulino Queiroz PMMS
Palavras-chave: Criminalidade, Poluição, Segurança, degradação, serviço ecossistêmico

Resumo

As pesquisas relativas à segurança pública raramente consideram a relação da degradação ambiental com a violência de natureza comum. Todas as riquezas são retiradas do ambiente e seu desequilíbrio influencia nas condições de vida da população. A simples perda de um serviço ambiental como polinização pode extinguir várias formas de vida. A poluição de várias naturezas causa milhares de mortes diretas e também afetam a saúde da população, tornando-a vulnerável economicamente e socialmente. O ambiente degradado contribui direta e indiretamente com problemas de segurança pública, o que pode ser facilmente comprovado pelos altos índices de criminalidade nos locais com maiores problemas ambientais. Mas infelizmente, há poucos estudos que tratam a conservação ambiental como forma de prevenção à violência e garantia de melhoria da segurança pública.

Referências

AMORIM-QUEIROZ, Yan Denny. Análise da eficácia da Lei de Crimes Ambientais (Lei nº 9.605 de 12 de fevereiro de 1998) no município de Mundo Novo (MS), Brasil. Monografia de Conclusão de Curso de Direito. Universidade para o Desenvolvimento do Estado e da Região do Pantanal – UNIDERP. Campo Grande, Brasil, 2017.
BARBOSA, Vanessa. As cicatrizes nucleares 30 anos após o inferno de Chernobyl. Revista Exame. 19 nov 2017. Publicado em 26 abr 2016. https://exame.abril.com.br/mundo/as-cicatrizes-nucleares-30-anos-apos-o-inferno-de-chernobyl/. Acesso em 4 de janeiro de 2019.
BEZERRA, Juliana. Acidente de Chernobyl. Toda Matéria. Artigo 3/11/2017. https://www.todamateria.com.br/acidente-de-chernobyl/. Acesso em 4 de janeiro de 2019.
CARNEIRO-JÚNIOR, José Roberto. Refugiados Ambientais: o caso Tuvalu. Monografia de Conclusão de Curso de Relações Internacionais. Centro Universitário de Brasília – UniCEUB. Brasília-DF, Brasil, 2007.
ESPINDOLA, Ilana Kamila Pitthan Rodrigues de Assis; QUEIROZ, Ednilson Paulino. A Eficiência da Lei de Crimes Ambientais (9.605/12/2/1998) no Município de Terenos – MS. Monografia de Conclusão de Curso de Ciências Biológicas, Universidade Católica Dom Bosco - UCDB, Campo Grande, nov. 2006.
FERRAZ, Adriana. Em 16 anos, poluição do ar matará até 256 mil em SP. Estadão (8/8-2014). https://saude.estadao.com.br/noticias/geral,em-16-anos-poluicao-do-ar-matara-256-mil,1541091 – Acesso em 17 de junho de 2018.
FOLHA, Geral. Número de mortos na tragédia de Brumadinho sobe para 203. Março - 15, 2019 – https://www.folhadelondrina.com.br/geral/numero-de-mortos-na-tragedia-de-brumadinho-sobe-para-203-1028768.html - acesso em 17 de março de 2019.
FORMIGHIERI, Jéssica de Souza; QUEIROZ, Ednilson Paulino. Tráfico de Animais Silvestres. Anais: Encontro Estadual de Biólogos-Enebio, Universidade Católica Dom Bosco-UCDB, Campo Grande, 2006.
JESUS, Ana; SILVA, Bruno Oliveira. Ambiente e saúde global. Revues. org. Editora CICS.NOVA - Centro Interdisciplinar de Ciências Sociais da Universidade Nova de Lisboa Edição impressa. Data de publicação: 12 Dezembro 2015, Paginação: 65-72 - ISSN: 0872-8380. Fórum Sociológico. Série II 26/2015, nº 26, 2015.
LACAZ, Francisco Antonio de Castro; PORTO, Marcelo Firpo de Sousa; PINHEIRO, Tarcísio Márcio Magalhães. Tragédias brasileiras contemporâneas: o caso do rompimento da barragem de rejeitos de Fundão/Samarco. Revista Brasileira de Saúde Ocupacional ISSN: 2317-6369 (online) RBSO http://dx.doi.org/10.1590/2317-6369000016016. 2017; 42: e 9., 2017.
LAL, Neeta. Bhopal Gas Tragedy Still Haunts India. Artigo. The Diplomata – Jornal. 19 de abril, 2017. – https://thediplomat.com/2017/04/bhopal-gas-tragedy-still-haunts-india/- Acesso em 20 de dezembro de 2018.
MACHADO, Aletheia de Almeida. O Local e o Global na Estrutura da Política Ambiental Internacional: A Construção Social do Acidente Químico Ampliado de Bhopal e da Convenção 174 da OIT. Rio de Janeiro, vol. 28, no 1, janeiro/junho 2006, pp. 7-51, 2006.
MICHELINO, Francisco André Santiado; JUNG, Daniel Roberto. Licões apredidas e próximos passos da sociedade. XII Congresso Nacional de Meio Ambiente. 20 a 22 de maio de 2015. Poços de Caldas (MG). ISSN 2317 – 9686, 2015.
MOTA, Jéssica. O que vem depois do desastre? Relembre três tragédias socioambientais. Artigo publicado em 24 de março de 2016. Sul 21. https://www.sul21.com.br/ultimas-noticias/geral/2016/03/o-que-vem-depois-do-desastre-relembre-tres-tragedias-socioambientais. Acesso em 4 de fevereiro de 2019.
O DIA. Morro dos Prazeres: Da tragédia a uma consciência verde. 27/06/2006 https://odia.ig.com.br/_conteudo/2016-06-25/morro-dos-prazeres-da-tragedia-a-uma-consciencia-verde.html - acesso em 8 de junho de 2018.
ONU (Organização das Nações Unidas-2017) - Towards a pollution-free planet. Relatório publicado em 25 de outubro de 2017 – https://papersmart.unon.org/resolution/uploads/25_19october.pdf - Acesso em 27 de agosto de 2018.
PIMENTA, Lucas de Miranda; ROHLFS, Daniela Buosi. Caso Shell, Basf e Cyanamid no município de Paulínia-SP: análise de seus desdobramentos judiciais. Pontifícia Universidade Católica De Goiás (PUC-GO) - Programa De Pós-Graduação Em Biociências Forenses, 2012.
PIMENTEL, David, MCNAIR, S., JANECKA, J., WIGHTMAN, J., SIMMONDS, C. O’CONNELL, C., WONG, E., RUSSEL, L., ZERN, J., AQUINO, T., TSOMONDO, T. Economic and environmental threats of alien plant, animal, and microbe invasions. College of Agriculture and Life Sciences, Cornell University, Ithaca, NY 14850-0901, USA Received 19 October 1999; received in revised form 17 April 2000; accepted 4 May 2000. Agriculture, Ecosystems and Environment 84, 1-20. 2001.
PIRES, Fernanda. “Vale da Morte” foi o símbolo de Cubatão. Artigo publicado em 15/3/2012. Valor Econômico. https://www.valor.com.br/brasil/2570976/vale-da-morte-foi-o-simbolo-de-cubatao. Acesso em 4 de fevereiro de 2019.
POMPEU-SOL, Elton Endrigo. Análise da Eficácia da Lei de Crimes Ambientais (Lei nº 9.605 de 12 de fevereiro de 1998) no Município de Ribas do Rio Pardo (MS), Brasil. Monografia de Conclusão de Curso de Ciências Biológicas, Universidade Católica Dom Bosco - UCDB, Campo Grande, Brasil – MS, 2014.
POTT, Crista Maciel; ESTRELA, Carina Costa. Histórico ambiental: desastres ambientais e o despertar de um novo pensamento. Estud. av. vol.31 nº. 89 São Paulo Jan./Apr. 2017. Dilemas Ambientais E Fronteiras Do Conhecimento II. ISSN 0103-4014, online version ISSN 1806-9592. http://dx.doi.org/10.1590/s0103-40142017.31890021 - http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142017000100271 – acesso em 17 de dezembro de 2018.
QUEIROZ, Ednilson Paulino. Diagnóstico das carvoarias do Estado de Mato Grosso do Sul e diferenciação entre carvão nativo e de eucalipto. Monografia apresentada ao Curso de Pós-Graduação lato sensu em Perícia Ambiental, DHT-CCET-UFMS, Campo Grande, 2002.
SHIN, Annys. The Exxon Valdez Oil Spill. The Whasington Post Magazine. March 16, 2017.https://www.washingtonpost.com/lifestyle/magazine/the-exxon-valdez-oil-spill/2017/03/14/d131b630-f876-11e6-9845-576c69081518_story.html?utm_term=.faf7eeecd998 - Acesso em 4 de janeiro de 2019.
SILVA, Rafaela Rodrigues da Jeffer; BRANCO, Castelo Branco; THOMAZ, Silvia Maria Tagé; CESAR, Augusto. Convenção de Minamata: análise dos impactos socioambientais de uma solução em longo prazo. Sáude Debate, V. 41. N. Especial. F. 50-62. Junho, 2017.
THE LANCT. Commission on Pollution and Heath. Publicado em outubro de 2017. https://www.thelancet.com/journals/lancet/article/PIIS0140-6736(17)32345-0/abstract - Acesso em 11 de maio de 2018.
VIEIRA, Hélida Barbosa; SANTOS, Thaislane de Oliveira.; QUEIROZ, Ednilson Paulino. A Eficiência da Lei de Crimes Ambientais (9.605/98) no Município de Corumbá – MS. Monografia de Conclusão de Curso de Ciências Biológicas, Universidade Católica Dom Bosco - UCDB, Campo Grande–MS, dez. 2010.
XAVIER, Bruna Fernanda Sanches; QUEIROZ, Ednilson Paulino. Análise da Eficiência da Lei de Crimes Ambientais (9.605/1998), na instância criminal, no Município de Rochedo–MS. Monografia de Conclusão de Curso de Ciências Biológicas, Universidade Católica Dom Bosco – UCDB, Campo Grande – MS, dez. 2012.
ZONA DE RISCO. Caso Shell: Contaminação dos moradores de Recanto dos Pássaros. Terça-feira, dezembro 16, 2014. Acesso em 17 de junho de 2018.
Publicado
2019-07-08
Como Citar
Queiroz, E. (2019). A CONSERVAÇÃO AMBIENTAL COMO FORMA DE PREVENÇÃO À VIOLÊNCIA. Revista Do Instituto Brasileiro De Segurança Pública (RIBSP), 2(1), 101-112. Recuperado de http://ibsp.org.br/ibsp/revista/index.php/RIBSP/article/view/59