“BANDIDO BOM É BANDIDO MORTO”? COM A PALAVRA OS ESPECIALISTAS EM SEGURANÇA PÚBLICA.

  • Azor Lopes da Silva Júnior Instituto Brasileiro de Segurança Pública - IBSP
Palavras-chave: Polícia Militar, São Paulo, Mortes em confronto, Padrões violentos de ação, falsas premissas científicas

Resumo

“BANDIDO BOM É BANDIDO MORTO”? COM A PALAVRA OS ESPECIALISTAS EM SEGURANÇA PÚBLICA.

Biografia do Autor

Azor Lopes da Silva Júnior, Instituto Brasileiro de Segurança Pública - IBSP

Doutor em Sociologia pela Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, mestre em Direito pela Universidade de Franca, especialista em Segurança Pública pela Universidade Federal do Paraná e pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. É Coronel da Polícia Militar do Estado de São Paulo (ex-Comandante na 8ª Região Administrativa do Estado de São Paulo – Mesorregião de São José do Rio Preto), atualmente Advogado, professor universitário e presidente do Instituto Brasileiro de Segurança Pública (IBSP).

Referências

Azor Lopes da Silva Júnior
Publicado
2018-12-31
Como Citar
da Silva Júnior, A. (2018). “BANDIDO BOM É BANDIDO MORTO”? COM A PALAVRA OS ESPECIALISTAS EM SEGURANÇA PÚBLICA. Revista Do Instituto Brasileiro De Segurança Pública (RIBSP), 1(3), 47-49. Recuperado de http://ibsp.org.br/ibsp/revista/index.php/RIBSP/article/view/37

##plugins.generic.recommendByAuthor.heading##

1 2 > >>